De CryptoKitties a Bens de Luxo: Tokens Não-fungíveis estão Evoluindo

Uma introdução à não fungibilidade, o Protocolo ERC-721 e nosso caso de uso para Tokens Não Fungíveis.

1_C6W_VbunVbbrngfVQmngdw.png



Uma Introdução à Não-fungibilidade

Os bens fungíveis têm propriedades que os tornam completamente intercambiáveis e permutáveis, no todo ou em parte, por outros bens do mesmo tipo idêntico. Isso implementa o conceito de que todos os bens dessa classe são avaliados da mesma forma, portanto, quaisquer duas unidades podem ser mutuamente substituídas. Pelo contrário, bens não fungíveis são exatamente o oposto:

Por definição, um bem não fungível é aquele que não pode ser trocado por outra unidade do mesmo tipo ou valor igual.

Vamos dar um exemplo:

O preço médio de varejo de um par de tênis é de cerca de 60 USD. Agora, suponha que uma marca libere um par desses tênis com um novo esquema de cores exclusivo. Devido aos traços raros e ao escasso suprimento deste par em particular, eles não podem ser trocados por uma contrapartida do mesmo tipo e valor — um conceito conhecido como não-fungibilidade. Eles não podem ser trocados por nada idêntico.

Havia apenas um par projetado nesse esquema de cores único, e era este — não há outros tênis como este, este é o único.

Itens não fungíveis incluem produtos antigos, gibis, moedas raras, carros clássicos, vinhos e jóias. O item fungível mais comum que existe hoje é o dinheiro — as notas são completamente permutáveis.

1_8VKAI8MAInUlSpaK7YUhQQ.png

Além disso, a maioria das criptomoedas, como Bitcoin, Ethereum e Ripple, também são altamente fungíveis devido à sua intercambiabilidade.

1_QEYL2dkOoqdE9g_G-TH2Ow.png

Recentemente, tem havido uma tendência crescente de ativos digitais não-fungíveis comercializados no blockchain, que foi iniciado por um projeto muito peculiar — CryptoKitties.

CryptoKitties e o Padrão ERC-721

CryptoKitties é um jogo desenvolvido na plataforma Ethereum onde os usuários podem comprar, vender, reproduzir e comercializar gatos digitais únicos, cada gato tendo suas próprias características únicas distinguíveis de qualquer outro gato no jogo. Este jogo tornou-se possível com o desenvolvimento do protocolo ERC-721, que permitiu a criação de ativos não fungíveis no blockchain através de Non-Fungible Tokens (NFTs). Como os NFTs estão no blockchain Ethereum, eles podem ser usados em qualquer troca; no entanto, seu valor está diretamente correlacionado com o quão único, raro e escasso cada token é.

1_tlFNWUV8N7r_75gtR8jD0w.png

De acordo com o ERC721.org, “o ERC-721 define uma interface mínima que um contrato inteligente deve implementar para permitir que tokens exclusivos sejam gerenciados, possuídos e comercializados. Ele não exige um padrão para metadados de token ou restringe a adição de funções suplementares ”.

Surpreendentemente, os CryptoKitties tomaram o mundo cripto, entupindo a rede Ethereum, com os gatos mais raros sendo vendidos por até 200 ETH.

0_ZlzXcmBdH3MwDZwp.png

A tecnologia por trás do CryptoKitties, o Protocolo ERC-721, foi pioneira no caminho para os ativos digitais serem comercializados internacionalmente em uma blockchain descentralizada, sem o envolvimento de intermediários.

Acontece que a primeira aplicação estava na forma de um videogame baseado em gatos.

Certificados Arianee Não Fungíveis

Descobrimos que o padrão ERC-721 é perfeitamente compatível com nossa visão do certificado Arianee, devido às semelhanças entre os dois. O certificado Arianee criará confiança indiscutível entre proprietários e terceiros, pois é apoiado por um blockchain descentralizado, transparente e inalterável que torna impossível falsificar e facilitar a verificação de qualquer um. Como cada certificado Arianee é exclusivo, isso adiciona uma nova camada de não-fungibilidade ao ativo que ele representa.

Idealmente, o certificado terá informações sobre onde um produto foi criado, onde seus materiais e peças foram originados, quem o criou e quem foi o proprietário dele no passado e no presente. À medida que a jornada de um ativo continua, a propriedade inevitavelmente será transferida e, como resultado, seus certificados se tornarão mais exclusivos ao longo do tempo.

Voltando ao CryptoKitties, cada gato digital era valorizado com base em sua raridade e escassez. Enquanto algumas pessoas riram desta aplicação, nossa equipe ficou maravilhada com essa tecnologia única.

Nossa equipe na Arianee está utilizando o protocolo ERC-721 para produzir um caso de uso altamente aplicável para NFTs em nossa rede. Proprietários e marcas poderão emitir novos certificados e os usuários poderão transferir e comprovar a propriedade de seus ativos físicos através dos certificados Arianee, que serão representados como NFTs.

Como esse certificado é uma representação digital de um ativo físico, uma nova forma de “escassez digital” é estabelecida, o que contribui diretamente para a não fungibilidade do ativo físico.

Estamos abrindo o caminho para um futuro simbólico em que todos os tipos de ativos físicos são representados no blockchain e os NFTs são utilizados para sua utilidade prática.

Quando o padrão ERC-721 foi inicialmente desenvolvido e implementado, as pessoas se perguntaram em que tipo de casos de uso e indústrias ele pode se aplicar. Acreditamos que identificamos um caso de uso altamente aplicável para NFTs e estamos agindo implementando-os em nossa rede, um dos muitos recursos sobre Arianee que nos separam da concorrência.

Arianee é o primeiro registro perpétuo, anônimo e confiável de todos os ativos globais, permitindo um elo revolucionário entre proprietários e marcas.


Junte-se a nossa comunidade no Discord: https://discord.gg/zCm2PBj

Curta-nos no Facebook: https://www.facebook.com/arianee.PT/

Siga-nos no Twitter: https://twitter.com/arianee_pt









Vinnie Rodrigues